Crítica: O Regresso

090910o-regresso_t53588_j7of3lX_jpg_290x478_upscale_q90

Hoje vamos falar do filme que pode levar não só uma, mas várias estatuetas do Oscar esse ano.

O diretor Alejandro González Iñárritu ficou mais conhecido ano passado ao dirigir o inovador filme do Birdman, mesmo que para mim não acho que tenha sido tão inovador como muitos críticos consideraram.

Porém sua direção é algo a ser estudado no cinema. Começando pela peculiar escolha de planos e enquadramentos.

O filme se passa no ano de 1823, onde DiCaprio e Tom Hardy fazem parte de um grupo de mercadores de pele, após sua expedição ser atacada por índio nativos eles precisam voltar para base, no caminho o integrante Glass (DiCaprio) é atacado por um urso pardo e acaba se tornando um fardo para seus colegas. Glass é deixado para trás e então começa sua batalha para sobreviver e se vingar.

Leonardo DiCaprio passa quase a totalidade do filme em cenas solitárias, longe de seus companheiros que o deixaram para trás. O grupo se separa e são formados vários pequenos núcleos no filme, cada um com seus objetivos pessoais para retornar para casa.

Por conta disso o filme chega a ter longos períodos onde não se tem nenhuma fala se quer, porém algo que poderia se tornar chato é o que torna o filme intrigante e o que faz te prender a atenção. E o que nos faz ver a incrível atuação de Leonardo DiCaprio, mesmo sem falas e sem personagens para contracenar, sua atuação é impecável e conseguimos sentir na pele o que a personagem está sentindo naquele momento.

A história tem partes mais lentas e outras que vão fazer você saltar da cadeira, tudo bem montado em vários planos leonardo-dicapraiosequências quase imperceptíveis por estarem tão bem ensaiados.

Também precisamos falar dos detalhes da maquiagem, que fazer qualquer um se contorcer na cadeira e sentir as dores de DiCaprio após o ataque do Urso.

O filme é muito mais do que se espera, estarei ansiosamente esperando essa premiação do Oscar esse ano.

 

 

 

E para finalizar deixo aqui a dica para a academia.

49743737

Comments

comments